Saiba tudo sobre Inspeção de lingas de cabos de aço

Você sabia que as lingas de cabos de aço usadas nas movimentações de cargas da sua empresa, se não inspecionadas, podem colocar em risco a segurança das cargas e das pessoas, deixando sua empresa sujeita à penalidades legais? NÃO? Então provavelmente você não conhece o item da norma NBR 13541-2:2017, que diz que todas as lingas devem ser inspecionadas OBRIGATORIAMENTE, pelo menos 1 vez por ano.

Quer entender melhor do que se trata o item na norma que fala sobre essa obrigatoriedade e ajudar sua empresa a evitar gastos desnecessários e até penalidades legais? Então este texto é para você! Confira!

Para que servem as lingas?

Antes de falarmos sobre a inspeção e a recertificação de lingas de cabos de aço, vamos entender melhor o que elas são e para que servem.

Utilizadas amplamente na movimentação e elevação de cargas, elas são utilizadas para se conectar diretamente ao material que precisa ser transportado ou à acessórios que participarão deste transporte, tais como ganchos, manilhas, balancins e etc.

As lingas de cabos de aço também são conhecidas como eslinga, estropo ou laço, e são confeccionadas a partir dos cabos de aço, onde em suas extremidades é formado um “olhal”. Elas podem ser equipadas com uma sapatilha em seu olhal, conforme a necessidade de sua aplicação. O papel da sapatilha é proteger o olhal da linga contra amassamentos e abrasão.

Os olhais das lingas são trançados manualmente e, para atender a necessidade de cada aplicação de uso, podem apresentar várias configurações. Além disso, as lingas podem ser usadas com acessórios, como manilhas, ganchos, sapatilhas ou anéis de sustentação. Para garantir sua resistência, ao final do processo de trançar os olhais, a linga é prensada com uma presilha de aço, que garante total segurança no trançado e na formação do olhal. No entanto, existem trançados sem presilhas, mas estes são destinados a operações leves, onde seu uso não é recomendado para lingas que sofrerão algum tipo de rotação.

Já as lingas de cabos de aço tipo Grommet, também conhecidas como linga de cabo de aço sem fim, são utilizadas para cargas elevadas. Elas são trançadas manualmente, formando uma circunferência que é determinada conforme o diâmetro do cabo de aço.

Inspeções obrigatórias e Recertificação de lingas de cabos de aço

Durante suas possíveis utilizações, as lingas estão sujeitas a diversas situações que acabam por afetar sua integridade, portanto é necessário assegurar que estejam sempre prontas e seguras para o uso. Para identificar possíveis falhas ou desgastes que possam comprometer a segurança da aplicação, é importante a realização de inspeções periódicas que podem ser feitas por operadores devidamente capacitados, por profissionais contratados que realizem o serviço de inspeção técnica in loco ou através da recertificação com teste de carga.

Veja abaixo alguns SINAIS DE ATENÇÃO que as lingas podem apresentar, conforme seu uso:

  • Perda de identificação;
  • Desgaste;
  • Amassamentos ou deformações;
  • Arames rompidos;
  • Oxidação;
  • Danos ou desgastes em alguns acessórios, tais como: ganchos, manilhas e anéis.

Se quiser saber um pouco mais sobre inspeção de cabos de aço, fizemos um conteúdo exclusivo sobre isso aqui no blog.

Agora, vamos entender melhor se você está tomando todas as medidas necessárias para garantir o uso adequado das lingas.

O que diz a NBR 13541-2:2017?

Para as lingas de cabos de aço, a norma técnica NBR 13541-2:2017 traz no item 7.3 que todas as lingas devem ser inspecionadas pelo menos 1 vez por ano. Esta inspeção deve ser registrada em documento, indicando dados como identificação da linga, fabricante, seus danos (caso seja identificado algum), recomendações necessárias para preservação, data, nome, assinatura e registro do inspetor. Neste caso, você pode treinar um operador de sua equipe para realizar essa inspeção adequadamente e com isso melhorar a segurança das movimentações e reduzir custos com descarte desnecessário das lingas.

Vale destacar que em muitas empresas onde já realizamos o serviço de inspeção técnica, foi identificado que as lingas haviam sido descartadas pelo motivo de oxidação e que, na verdade, não estavam com o grau de oxidação suficiente para comprometer seu uso. Dessa forma, a inspeção realizada por um profissional capacitado é capaz de evitar desperdício e promover uma redução de custos expressiva.

Caso sua empresa não realize essas inspeções a cada 1 ano pelo menos, ou não tenha o registro da última inspeção, a norma prevê a obrigatoriedade de realização de um teste de carga não destrutivo – chamado Ensaio de Prova – que tem como objetivo identificar uma carga de trabalho segura para a linga. Esta carga deve ser anotada nos registros de inspeção e também repassada para a plaqueta de identificação.

Além das situações mencionadas acima, a norma NBR 13541-2:2017 informa que a cada 4 anos todas as lingas de cabos de aço devem passar obrigatoriamente por um Ensaio de Prova.

Como é realizado o ensaio de prova de carga? 

O ensaio de prova é realizado através de uma máquina de tração que consiste em aplicar uma tensão do dobro da carga de trabalho da linga, quando conhecida, e manter essa tensão por 1 minuto. Em seguida, é feita uma inspeção visual na linga para verificar possíveis remontagens de pernas, escorregamento de presilha e deformações diversas que comprometam a utilização segura da linga.

As exceções para estes ensaios são para lingas com cargas desconhecidas: nesses casos, a tensão aplicada é determinada pela menor classificação da linga, ou seja, categoria IPS, e para lingas com sapatilhas protetoras a tensão aplicada limita-se a 27% da carga de ruptura do cabo de aço.

Os ensaios de prova de carga têm poder de recertificar as lingas de cabos de aço para sua utilização com total segurança, de acordo com a carga pré-determinada.

 

Deixe uma resposta

Seu email não irá aparecer na publicação.

*

After you have typed in some text, hit ENTER to start searching...

WhatsApp chat